D Introdução À Anatomia Comparada De Serpentes: Uma Abordagem Evolutiva, Funcional E Sua Aplicabilidade Para A Sistemática
Instrutores: Angele Martins

A anatomia comparada representa um dos campos mais integrativos da biologia, abrangendo áreas como anatomia descritiva tradicional, embriologia, estudos funcionais, fisiologia, sistemática, paleontologia, comportamento e ecologia, os quais podem ser analisados dentro de um contexto filogenético que nos permite compreender a história e diversidade da vida dos grupos abordados. Caracteres anatômicos têm sido empregados na sistemática de serpentes pelo menos desde o século XVI, sendo úteis sobretudo na inferência de relações filogenéticas bem como no reconhecimento de espécies crípticas ou de grupos com morfologia externa conservativa. No entanto, de modo geral, a anatomia de sistemas anatômicos (miologia, glândulas cefálicas, hemipênis, vísceras, osteologia craniana e pós-craniana, etc.) ainda tem sido historicamente pouco estudados num âmbito comparativo com finalidades sistemáticas para Serpentes. Tendo em vista a extrema importância dos sistemas anatômicos nos estudos evolutivos de serpentes, este minicurso tem como objetivo introduzir a anatomia de serpentes num contexto evolutivo, pontuando especializações anatômicas associadas à sua funcionalidade. Serão abordados os seguintes complexos anatômico-funcionais: osteologia craniana e pós craniana, miologia cefálica, glândulas cefálicas e vísceras. Duração: 5 horas teóricas e 2h práticas.

 

Material necessário: jaleco 

 

Número máximo de alunos: 20